JUNHO 19

Mês frio das tradicionais festas juninas, este ano deve ter calor acima da media em grande parte do país. Produtividades de plantas de inverno afetadas de forma imprevisível.

 
 ENTREGA PRÊMIO
 Busca
 
Voltar VoltarImprimirEnviar para um amigo
(mla)
:: PLANTAS DE COBERTURA NO CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS
Wander Luis Barbosa Borges; Rogério Soares de Freitas; Gustavo Pavan Mateus - wanderborges@apta.sp.gov.br; freitas@apta.sp.gov.br; gpmateus@apta.sp.gov.br
Em pesquisa realizada com plantas de cobertura em rotação com soja e milho, em parceria entre o Polo Regional Noroeste Paulista - APTA e a Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira - FEIS/UNESP, com o apoio da Fundação Agrisus, foram avaliadas as seguintes plantas de cobertura: sorgo granífero, milheto, capim sudão, híbrido de sorgo x capim sudão e Urochloa ruziziensis

Verificou-se que que a Urochloa ruziziensis e o capim sudão mantiveram cobertura do solo superior a 68% até o florescimento das culturas da soja, na safra 2008/09 e do milho, na safra 2009/10, propiciando menor massa e menor número de plantas daninhas por m² na época do corte/colheita das plantas de cobertura, e boa adaptação à região em estudo, mostrando ser estas plantas de cobertura, boas opções para o manejo integrado de plantas daninhas.

Para ler a íntegra do artigo clique aqui


(mla)
Voltar VoltarImprimirEnviar para um amigo

Conveniada: Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz - FEALQ 
Contato: agrisus@agrisus.org.br e agrisus@fealq.org.br