JANEIRO 2019

Soja e outras plantas de verão em pleno crescimento.
Citros, café e cana de açúcar enfrentando limitações do clima.

 
 LANÇAMENTO BIOGRAFIA
 Busca
 
Voltar VoltarImprimirEnviar para um amigo
(mla)
:: PLANTAS DE COBERTURA NO CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS
Wander Luis Barbosa Borges; Rogério Soares de Freitas; Gustavo Pavan Mateus - wanderborges@apta.sp.gov.br; freitas@apta.sp.gov.br; gpmateus@apta.sp.gov.br
Em pesquisa realizada com plantas de cobertura em rotação com soja e milho, em parceria entre o Polo Regional Noroeste Paulista - APTA e a Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira - FEIS/UNESP, com o apoio da Fundação Agrisus, foram avaliadas as seguintes plantas de cobertura: sorgo granífero, milheto, capim sudão, híbrido de sorgo x capim sudão e Urochloa ruziziensis

Verificou-se que que a Urochloa ruziziensis e o capim sudão mantiveram cobertura do solo superior a 68% até o florescimento das culturas da soja, na safra 2008/09 e do milho, na safra 2009/10, propiciando menor massa e menor número de plantas daninhas por m² na época do corte/colheita das plantas de cobertura, e boa adaptação à região em estudo, mostrando ser estas plantas de cobertura, boas opções para o manejo integrado de plantas daninhas.

Para ler a íntegra do artigo clique aqui


(mla)
Voltar VoltarImprimirEnviar para um amigo

Conveniada: Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz - FEALQ 
Contato: agrisus@agrisus.org.br e agrisus@fealq.org.br