JANEIRO 2019

Soja e outras plantas de verão em pleno crescimento.
Citros, café e cana de açúcar enfrentando limitações do clima.

 
 LANÇAMENTO BIOGRAFIA
 Busca
 
Voltar VoltarImprimirEnviar para um amigo
(mla)
:: INOCULAÇÃO DE SEMENTES, DOSES DE NITROGÊNIO E USO DA IRRIGAÇÃO EM ARROZ DE TERRAS ALTAS
Renata da Silva Moura; Ricardo Antônio F. Rodrigues; Orivaldo Arf; Éder Souza - rsmourinha@gmail.com
No cultivo do arroz de terras altas, que ocorre durante a estação chuvosa, existe a possibilidade da ocorrência de períodos de estiagem, denominado de veranicos, o que prejudica o ciclo da cultura e a sua produtividade. Para contornar esse problema, Arf et al. (2002) apontam como solução o uso da irrigação por aspersão para diminuir o risco de perdas, aumentar a produtividade e melhorar a qualidade dos grãos.

A necessidade de adubação nitrogenada, a perda de nitrogênio para o ambiente, o alto custo de produção baseado em consumo de energia fóssil e os custos de aplicação de nitrogênio são fatores que justificam a condução de pesquisas no sentido de utilizar bactérias capazes de fixar nitrogênio diretamente da atmosfera, reduzindo assim as perdas para o ambiente, a poluição de águas e solos e o custo de produção (LADHA e REDDY, 2003). Portanto, para um modelo de agricultura sustentável, a Fixação Biológica do Nitrogênio pode ser considerada como uma ferramenta alternativa às aplicações de fertilizantes nitrogenados (GUIMARÃES et al., 2007).

Para ler a íntegra do artigo clique aqui

(mla)
Voltar VoltarImprimirEnviar para um amigo

Conveniada: Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz - FEALQ 
Contato: agrisus@agrisus.org.br e agrisus@fealq.org.br