JUNHO 19

Mês frio das tradicionais festas juninas, este ano deve ter calor acima da media em grande parte do país. Produtividades de plantas de inverno afetadas de forma imprevisível.

 
 ENTREGA PRÊMIO
 Busca
 
Voltar VoltarImprimirEnviar para um amigo
(mla)
:: PLANTAS DE COBERTURA E A DIMINUIÇÃO DE NITROGÊNIO E FÓSFORO NA ADUBAÇÃO
Jacqueline Nayara Ferraça Leite e Aline Carla Trombeta Bettiol
Como a quantidade de matéria orgânica no solo resulta, em parte, do balanço entre a adição e a decomposição dos resíduos orgânicos, a adoção de práticas que favoreçam a produção de resíduos vegetais é muito importante.

Comumente busca-se cultivar plantas de cobertura com características que incluem alta produção de fitomassa, alta eficiência no uso de nutrientes, especialmente nitrogênio e fósforo, rusticidade, alta tolerância ao déficit hídrico, crescimento inicial rápido com fácil estabelecimento e decomposição lenta dos restos culturais para persistir por mais tempo sobre o solo.

No entanto, se por um lado é interessante que as espécies escolhidas produzam grande quantidade de fitomassa e tenham decomposição lenta para manutenção da cobertura morta, por outro, a presença de materiais de fácil decomposição garante liberação de nutrientes para a cultura seguinte.

Para ler a íntegra do artigo clique aqui


(mla)
Voltar VoltarImprimirEnviar para um amigo

Conveniada: Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz - FEALQ 
Contato: agrisus@agrisus.org.br e agrisus@fealq.org.br