MARÇO 2019

Colheita da soja avança para o final e milho segunda safra consolida plantio. Chuvas e calor recuperam desempenho de cultivos perenes.

 
 CARTILHA SPD
 Busca
 
Voltar VoltarImprimirEnviar para um amigo
(fc)
:: Soja, Pasto, Soja, sob PD
Fernando Penteado Cardoso - ILP com pasto de inverno para produção de leite no arenito Caiuá do PR. Resultados de 2 anos de pesquisa. - agrolida@uol.com.br
Fernando Penteado Cardoso*


Durante três anos a Fundação Agrisus financiou projeto de otimização do aproveitamento durante o inverno de área de plantada com soja durante o verão, em solo arenoso do NO do Paraná (série Caiuá), onde o clima de Abril a Setembro é úmido com temperatura variável, podendo ser ameno ou bastante frio com geadas.

Perdurou no período em revista um o clima ameno, quente mesmo, o que favoreceu as gramíneas de verão, sem vantagem para as aveias consorciadas para a eventualidade de anos frios com geada.

Dentre os vários tratamentos experimentados salientou-se o sobre-semeio de B.ruziziensis mais P.maximum-cv.Tanzânia quando a soja inicia a perda de folhas, usando sementes tratadas e recobertas, de alto poder germinativo.

1-A produção de matéria seca-MS assim se compara nos dois últimos anos:

..............................MS kg/ha..................................................2005...............2006
Consumo calculado (12 kg MS/ cab. / dia) A.........................2.820.............2.652
Estoque no final do pastoreio (medido).................................4.630.............3.186
........................................................Soma..............................7.450.............5.838
Recuperação calculada durante rebrota B-A.......................1.462*............3.724**
.................................................Produção total MS.................8.912.............9.562
Estoque por ocasião do plantio (medido) B...........................6.092..............6.910

* 32 dias Set;...........**31 dias Out.

2-A produção de leite e a qualidade da pastagem foram registradas:

Resultados...........................................................................2005..................2006
Inicio do pastoreio.................................................................3/8....................20/8
Duração do pastoreio - dias..................................................41......................35
Pressão de pastoreio- cab/ ha.............................................5,7......................6,3
Prod./ hectare-litros.............................................................1927..................2019
Prod. diária / vaca(só pasto)-litros........................................8,2.....................9,1
Proteína bruta- PB %...........................................................12,83.................11,78
Nutr.digestíveis totais-NDT %..............................................64,17.................69,42
No.de touceiras por m2........................................................8,7......................9,4

3-Alguns fatores devem ser considerados por influírem nos resultados:
.................................................................................................2005...................2006
Climáticos, de Abril a Outubro:
Temp.média das máximas.........................................................32º......................27º.
Temp. média das mínimas..........................................................10º.....................15º.
Temp. mínima absoluta...............................................................6º......................13,5º
Precipitação mm.......................................................................520.....................406
Adubação(Abril) N-P2O5-K2O, kg/ha...................................30-00-30............30-00-30

A matéria comportaria as mais variadas considerações e digressões que descartamos nesta oportunidade porque os números falam mais forte que quaisquer outros argumentos.

Raramente as descrições são estribadas em mensurações trabalhosas mas extremamente valiosas. No dizer de Lord Kelvin no século IXX: “o homem que argumenta com números sabe do que está falando; os que não têm números demonstram um conhecimento precário e insatisfatório”.

Parabéns ao agrônomo Fernando Sichieri, por se dedicar a medir para avaliar e concluir, na Estância JAE –Sto Inácio/PR.

*Eng.Agr.Sênior, Pres.da Fundação Agrisus


(fc)
Voltar VoltarImprimirEnviar para um amigo

Conveniada: Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz - FEALQ 
Contato: agrisus@agrisus.org.br e agrisus@fealq.org.br