MARÇO 2019

Colheita da soja avança para o final e milho segunda safra consolida plantio. Chuvas e calor recuperam desempenho de cultivos perenes.

 
 CARTILHA SPD
 Busca
 
Voltar VoltarImprimirEnviar para um amigo
(fc)
:: BORLAUG UM AMIGO DA EMBRAPA E DO BRASIL
Eliseu Alves - - - -

BORLAUG UM AMIGO DA EMBRAPA E DO BRASIL

Eliseu Alves*

A morte de Norman Borlaug foi uma grande perda para o Brasil e para Embrapa.

Quando enfrentávamos resistências à implantação de um modelo baseado em centros nacionais, ele foi um grande aliado na batalha, em nível de USAID, governo americano e suas universidades, Banco Mundial e também junto às autoridades brasileiras. Abriu-nos as portas para empréstimos no BID e BIRD, avalizando nossa competência e seriedade.

Idéias claras e decisão de implementá-las, sem tergiversações, foram
fundamentais ao sucesso inicial da Embrapa. Mas, sem bons resultados a
Embrapa seria uma empresa natimorta.

O pragmatismo de Norman Borlaug fê-lo arregaçar as mangas para fazer o Centro de Trigo e dos Cerrados darem certo, com suas idéias inovadoras, sua liderança, espírito de luta e simplicidade.

Em nível de presidente da Embrapa, jamais faltou-me com o seu conforto, principalmente, nos momentos mais difíceis.

Sua influencia no CGIAR sempre foi imensa, e por ela as portas foram abertas para uma colaboração de igual para igual com todos os centros internacionais.

Norman foi um vitorioso em todos os sentidos, como humanista, como cientista e homem de ação. Seu fim chegou, mas em pleno combate, pois esteve na África pouco antes de nos deixar e juntar-se ao Criador de quem sempre foi um grande amigo.


*Eng.Agr.,Ex diretor e presidente e atual Conselheiro da EMBRAPA- Brasília, 24.09.2009

_

(fc)
Voltar VoltarImprimirEnviar para um amigo

Conveniada: Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz - FEALQ 
Contato: agrisus@agrisus.org.br e agrisus@fealq.org.br