:: CIRCULAR-02/2006
1.O folheto do IRI- Pub. Misc. Nº 6 sobre a história do Cerrado foi apresentado durante o work-shop sobre Plantio Direto organizado pelo IAC em Campinas/SP e durante o coquetel natalino da indústria de fertilizantes. O livreto ilustrado de 63 páginas pode ser obtido na Editora Ceres ( www.editoraceres.com.br -fone: 35.34412138) ou seus distribuidores. A Diretoria da Agrisus deliberou oferecer a publicação, gratuitamente, às bibliotecas dos órgãos agronômicos de ensino e pesquisa.

2.O work-shop sobre Plantio Direto, realizado a 13/14 de Dezembro em Campinas sob os auspícios do IAC foi coroado de sucesso ao reunir 36 técnicos para expor e debater, em mesa redonda, as dificuldades do plantio direto no ESP, em terras erodidas, esgotadas, praguejadas de invasoras, sob clima errático para as safrinhas. A transcrição editada das manifestações orais fará parte dos anais dos trabalhos.

3.O novo livro sobre gesso, de autoria do pesquisador Eng. Agrº Bernardo van Raij, do IAC, acha-se em fase final, devendo ser distribuído no correr deste semestre. Além de analisar o suprimento, o uso e os resultados do fosfogesso industrial e da gipsita mineral, dará especial ênfase à melhoria do sub-solo das terras distróficas, pobres em cálcio. Facilitando o aprofundamento das raízes, estas encontrarão maiores reservas de água durante a estiagem e poderão aproveitar melhor os nutrientes em processo de lixiviação, antes que se percam nas camadas profundas não alcançadas.

4.Dois eventos importantes, dentre outros, merecerão a especial atenção e apoio da Agrisus no corrente ano: o 3º Simpósio Internacional sobre a Dinâmica do Fósforo em Solos e Plantas-Continuação (3rd International Symposium Phosphorus Dynamics in Soil-Plant- Continuum), a 14/19 de Maio, em Uberlândia / MG, organizado pela Embrapa – Milho e Sorgo e o 10º. Encontro Nacional do Plantio Direto na Palha, a 08/10 de Agosto, em Uberaba / MG, de iniciativa da Federação Brasileira do PDP.

5.Foram reformuladas as regras para pedido de financiamento, objetivando simplificar o procedimento para projetos de curto prazo e, ao mesmo tempo, esclarecer as propostas de longa duração. Vide: www. agrisus.org.br > > fianciamento.

Esperamos no correr do ano obter o certificado de utilidade pública federal, bem como dar continuidade e acolher bons projetos de capacitação profissional, de pesquisa e de extensão, objetivando a adoção da Agricultura Conservacionista, -por isso sustentável-, por parte da maioria, ou da totalidade, dos produtores do país.

Para alcançar esses objetivos contamos com o apoio de todos os amigos e colaboradores aos quais reiteramos nossos votos de um feliz 2006.

Cordialmente,

F. Cardoso – Presidente

Fonte: