JULHO 19

As colheitas de cana-de-açúcar, café, citros e muitas outras frutíferas avançam nas regiões produtoras enquanto o frio e a estação seca preparam as plantas para as novas floradas e futuras produções.

 
 ENTREGA PRÊMIO
 Busca
 
 VoltarImprimirEnviar para um amigo
(ep)
:: Relatório de Atividades 2002
Senhores membros do Conselho de Curadores:

Nos termos do Item IV do Art. 17 do Estatuto e dentro do prazo previsto no Art. 27, submetemos à apreciação desse Conselho as Demonstrações Contábeis do exercício de 2002 bem como nosso Relatório sobre o período em revista.

FINANÇAS

No correr do ano de 2002 nosso patrimônio foi reforçado por recursos recebidos através da Brazil Foundation, que vieram acrescer de R$ 3.500.000,00 o Patrimônio Fixo, conforme divulgado na ocasião. A conta de resultado apresentou um saldo de R$ 2.878.101,22 para os quais a Diretoria aprovou a seguinte proposta de destinação ad referendum do Conselho Curador: (a) R$ 619.470,00 para reforço do Fundo Agrisus, como previsto no Orçamento Financeiro para 2002; (b) R$ 2.250.000,00 para acréscimo do Patrimônio Fixo e (c) R$ 8.631,22 para saldo diferido, em conjunto com o remanescente de 2001.

A aprovação dessa destinação elevará o Patrimônio Fixo para R$ 13.750.000,00 ainda inferior ao valor corrigido da soma das dotações anteriores, calculado em R$ 14.270.000,00 pela média dos índices IGPM, IGP, IPC e INPC. Nessa diferença deve-se considerar o alto significado da reversão dos depósitos judiciais que totalizam R$ 542.480,00, decorrentes da liminar parcialmente concedida nos autos do Mandado de Segurança que visa o reconhecimento da imunidade constitucional da fundação com relação ao IRRF, sem o que não conseguiremos "preservar o valor real do patrimônio", mencionado no Artigo 8º do Estatuto.

O Fundo Agrisus, que representa a dotação orçamentária para financiar projetos previstos no Estatuto, apresenta um saldo de R$ 380.530,00 após os desembolsos de 2002, que somaram a R$ 59.470,00. Pela proposta da Diretoria, dentro do orçamento aprovado, o Fundo Agrisus terá recursos para financiamentos num total de R$ 1.000.000,00.

O ativo da Fundação está aplicado parte no Fundo BB AGRISUS FAQ- R$ 10.117.187,00 e parte no exterior- R$ 4.637.965,00 (equivalente a US$ 1.327.950,00), em investimentos através do Banco do Brasil, Agência Miami, EU. A diretoria optou por manter parte do ativo investido no exterior, como uma garantia contra eventual desvalorização cambial, tendo em conta que, a qualquer momento, esses fundos podem ser convertidos em moeda nacional e disponibilizados no país.

ADMINISTRAÇÃO

No correr do exercício os financiamentos ainda se concentraram em eventos relativos à agricultura sustentável, durante os quais o nome da Agrisus se tornou mais conhecido:

• VIII Encontro Nacional do Plantio Direto na Palha, Águas de Lindóia/SP, 17/21 de Junho, com mais de 1000 participantes de todo o país, com menção da Patrocinadora em todos os impressos bem como nos anais. O Presidente fez apresentação da Fundação em uma das reuniões plenárias e foram distribuídos exemplares do 1o. Informativo da Fundação;

• IV Reunião Brasileira de Manejo e Conservação do Solo e da Água, Cuiabá/MT, 20/27 de Julho, com mais de 800 participantes e crédito à Agrisus pelo patrocínio;

• FERTBIO-02, iniciativa da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro-UFRRJ e da EMBRAPA, Rio de Janeiro/RJ, 8/13 Setembro, com apresentação de mais de 750 trabalhos científicos.

• Simpósio sobre Plantio Direto, de iniciativa do Depto. de Produção Vegetal da ESALQ-USP, em colaboração com os alunos, Piracicaba/SP, 18/20 Setembro, tendo o Presidente apresentado palestra no encerramento;

• Dotação à biblioteca da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"-ESALQ- USP para aquisição de livros sobre assuntos da agricultura sustentável.

Os anais dos eventos patrocinados, impressos ou gravados em CD, foram encaminhados à biblioteca da ESALQ.

Em meados do ano foi dado início à presença da Agrisus no mundo da "internet" através de um "site" dentro do portal "Beefpoint", com acesso por clique em faixa (banner) publicitária com animação. No final do exercício demos entrada ao processo de registro do domínio do nome Agrisus, providência preliminar para estabelecimento de um portal próprio. Esperamos em 2003 ter o endereço "agrisus.org.br" acessível aos interessados, constituindo uma fonte de informação sobre nossos objetivos, nosso trabalho e sobre as regras para financiamento.

Em meados do ano fizemos inúmeras consultas sobre a redação da visão/missão da entidade, com vistas a uma definição resumida de nosso escopo e modo de ação. O texto aprovado pela diretoria em 9 de outubro assim reza:

VISÃO

Fazer da Fundação uma entidade reconhecida por promover a melhoria e a conservação da fertilidade da terra e das condições ambientais envolvidas, visando à produção agropecuária econômica e sustentável, de interesse tanto dos produtores como da sociedade consumidora.

MISSÃO

Estimular a capacitação e o aperfeiçoamento profissional, bem como incentivar a pesquisa agronômica e a extensão rural, com a finalidade de gerar, desenvolver e difundir tecnologias destinadas a otimizar a fertilidade da terra de forma sustentável e favorável ao ambiente.

Vem se consolidando e aperfeiçoando a execução do convênio operacional estabelecido com a Fundação de Estudos Agrários "Luiz de Queiroz" -FEALQ de Piracicaba, - entidade independente, especializada no acompanhamento e fiscalização de projetos-, cujo conselho curador é composto na maior parte de professores da ESALQ-USP, o que proporciona uma garantia de funcionamento e continuidade para a Agrisus. No correr do ano foi admitido na FEALQ o Prof. Urgel Lima, engenheiro agrônomo, para, como secretário executivo, concentrar-se nos assuntos da Agrisus.

Em Janeiro do ano em revista, a Fundação foi distinguida com honrosa homenagem durante as solenidades de formatura da turma de 2001, de iniciativa da Associação de Ex-alunos da ESALQ em conjunto com a FEALQ. A bem elaborada placa, foi entregue ao Presidente da Agrisus por seus filhos engenheiros agrônomos Fernando Filho e Eduardo Penteado Cardoso e pelo deputado federal Mendes Thame.

No início de ano editamos o primeiro exemplar do nosso Informativo Agrisus transcrevendo as principais conclusões da I Congresso Mundial sobre Agricultura de Conservação, incluindo a íntegra da Carta de Madri, que expõe o pensamento das principais autoridades e entidades da área sobre o significado das práticas conservacionistas para se alcançar a sustentabilidade da agro-pecuária. Chama a atenção a principal conclusão de que nada é mais eficiente que a produção em solo imperturbado recoberto de resíduos, que não é outra coisa que o plantio direto. Essa publicação foi distribuída às principais instituições de pesquisa agrícola do país, bem como aos participantes de vários eventos patrocinados pela Agrisus.

Esclarecendo que o plano de atividade e a previsão orçamentária fazem parte do "Programa para 2003" já aprovado e divulgado, agradecemos o apoio recebido, bem como as manifestações de incentivo e encorajamento com que temos sido distinguidos.

S.Paulo, 20 de Fevereiro de 2003.

A Administração
 VoltarImprimirEnviar para um amigo

Conveniada: Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz - FEALQ 
Contato: agrisus@agrisus.org.br e agrisus@fealq.org.br